Entrevista do Presidente da Junta de Freguesia de Tavarede

Fernando António Martins Lopes

J.A. - O turismo e o sector primário são valorizados nessa autarquia?
P.J.- Seguramente que são elementos estruturantes que importam à Freguesia, uma vez que são motores de desenvolvimento local.

J.A-As medidas já tomadas pelo Governo contra a violência doméstica, serão suficientes para atenuar esse flagelo?
P.J.- Consideramos que essas medidas serão importantes porque já denotam uma preocupação relevante para com esse fenómeno.

J.A.- Que recursos financeiros necessitam as populações mais enfraquecidas (a vários níveis) nessa autarquia?
P.J.- Os cidadãos com maior debilidade social e económica devem continuar a receber doestado financiamento que lhes permite fazer frente às suas dificuldades por forma a que estes possam ter dignidade na sua vida.

J.A.- O que pensa sobre as medidas tomadas pelo governo sobre o Covid 19 e sua vacinação?
P.J.- Extremamente positivas.

J.A.- Que medidas pensa tomar durante este novo mandato?
P.J.- São medidas que visam acima de tudo apoiar as pessoas com necessidades económicas e sociais mais desfavorecidas, requalificar diversas artérias da freguesia, apoiar projetos voltados para a sustentabilidade da Freguesia, entre outras.

J.A.- que problemas mais prementes necessitam de intervenção rápida nessa autarquia?
P.J.- Problemas sociais e económicos

J.A.-Como está a situação financeira da autarquia neste novo mandato?
P.J.- Controlada.

J.A.-A câmara presta apoio às juntas de freguesia?
P.J.- Afirmativo

J.A.-Que mensagem quer transmitir à população da sua autarquias
P.J.- Uma mensagem de coragem e de empreendimento com vista à realização dos nossos projetos conjuntos em prol de um maior desenvolvimento da Freguesia, podem contar com o executivo nesse trabalho de consecução dos projetos e anseios.

J.A.- O Jornal das Autarquias existe desde 2007! Quer deixar-nos a sua opinião sobre o trabalho do mesmo?
P.J.- Desejo de uma continuidade eficiente e motivadora.

Go top